Blog Animal

Quando vermifugar o meu animal?

A VET HEALING atende os pacientes utilizando a medicina veterinária integrativa. É a primeira clínica veterinária em BH a atuar exclusivamente dessa maneira. Focamos na prevenção principalmente. Na divulgação de informação. No desenvolvimento de questionamentos. Na redução de excessos medicamentosos ( que muitas vezes acabam trazendo mais problemas do que benefícios). Portanto, segue abaixo algumas explicações sobre a frequência da vermifugação nos animais.

Quando os cães e gatos são filhotes é necessário vermifugá-los seguindo um protocolo definido pelo veterinário. E também nessa fase é muito importante oferecer um bom probiótico para ajudar a potencializar a resposta benéfica do intestino ( aumentando a imunidade do filhotinho principalmente).

Foi criada uma ” verdade absoluta” que precisamos vermifugar nossos animais a cada 3 – 4 meses para o resto da vida e de maneira bem criteriosa. Existem tutores que quando não fazem isso, se sentem extremamente culpados e correm desesperadamente para comprar um vermífugo e administrar ( “atualizando o cartão do seu bichinho”). Mas agora vamos  desenvolver questionamentos ok ?

Vem comigo:

Para o seu bichinho ter saúde  e qualidade de vida ele precisa ter um intestino equilibrado correto ? O intestino é um órgão fundamental para o  nosso corpo e dos nossos peludos também. É através dele que os animais absorvem  nutrientes, produzem hormônios, são protegidos de toxinas e mais um milhão de possibilidades a favor da saúde. É necessário ter no intestino um equilíbrio de bactérias ” boas” e “ruins”. Caso contrário toda o potencial do intestino em gerar saúde começa a diminuir.   É certo também que quando temos verminoses intestinais o animal reduz a absorção de vitaminas pelo intestino, pode perder peso devido a quadros de diarréia, vômitos, pode reduzir o apetite e ter problemas muito sérios. Sendo assim o vermífugo é extremante necessário para combater o verme e ajudar a retornar o equilíbrio intestinal.   Mas  e quando o animal não está com vermes e toma vermífugo ? O que pode acontecer?

O vermífugo é REMÉDIO. Mata vermes mas também mata bactérias benéficas ao intestino.  Pode trazer efeitos colaterais. É metabolizado no fígado. Portanto, se o seu animal não tiver verminose comprovada qual é o motivo  de dar o vermífugo com essa frequência absurda ?

Minha dica é:  Faça  a cada 4 ou a cada 6 meses o exame de fezes do seu animal. Sabe aquele frasco de MIF ( conservante) que compramos na farmácia e utilizamos para fazer o nosso exame ( quando o médico solicita?). Pois é, esse frasco pode ser usado para a coleta de fezes dos nossos animais. Você pode pedir também para o veterinário responsável pelos cuidados do seu animal para oferecer esse frasco pra você. Colete amostra de fezes em 3 dias alternados e coloque no frasco ( com os cuidados recomendados em bula). O Veterinário enviará ao laboratório e será feita a análise. Se  no exame for detectado alguma verminose então o vermífugo será  indicado. Caso contrário não.

Se o seu animal estiver apresentando fezes normais não existe a  necessidade de usar um protocolo de  vermifugação  tão frequente.  As fezes estão alteradas ( com muco ou sangue?). Consulte o veterinário antes. Faça o exame. Muitas alterações de fezes não tem relação nenhuma com vermes. Podem ter relação com outros fatores. Dar o remédio baseado apenas no “achismo” corre o risco de piorar o quadro do paciente.

Converse sempre com o  o médico veterinário responsável pelo seu animal. EVITE EXCESSOS MEDICAMENTOSOS.

Para animais que vivem no litoral ou que vão viajar para o litoral o uso de vermífugos contra DIROFILARIOSE é importante e existe um protocolo específico para isso. Consulte sempre o veterinário.

Comparilhar

Deixe uma resposta