Blog Animal

O uso de Cannabis medicinal em cão- Caso clínico

A Mirna é uma paciente da Vet Healing de 14 anos e 6 meses. Foi diagnosticada com disfunção cognitiva do cão idoso ( similar ao Alzheimer humano). Apresentava vocalização excessiva principalmente as 06 e 18 horas. Vocalizava por aproximadamente 3 – 4 horas ininterruptamente. O que gerava perda de qualidade de vida e muito estresse para ela e toda a família.

Iniciamos a alimentação natural e nutracêuticos (selênio, Omega 3, cúrcuma). A Mirna amou a comida e começou a ficar com os pêlos cada vez mais brilhantes e mais bem disposta.

Iniciamos também o Cannabis medicinal com o acompanhamento da Dra Lys ( equipe VET HEALING).

RELATO DO TUTOR: “A vocalização sempre acontecia as 6h da manhã e de noite, as 18h, todos os dias. Eu estava sem conseguir dormir a muitos dias por conta das vocalizações, além de que incomodava os vizinhos. No começo do tratamento, ainda na primeira semana ela já não vocalizava pela manhã. De noite ela continua vocalizando um pouco ainda, mas com diminuição considerável. Durante a madrugada ela tem costume de pedir comida e após o tratamento continuou pedindo mas logo voltava a dormir, isso foi muito bom, porque antes ela não voltava a dormir logo, ficava chorando. Está controlando também as fezes ( não faz mais na cama). Antes fazia em vários locais inclusive na caminha dela. Vi também um resultado positivo na interação dela com a gente. Antes ela ficava mais sozinha ( no “mundo dela”). Agora está andando mais e até mexendo o rabinho, coisa que a muito tempo ela não fazia, percebo que ela está mostrando mais felicidade.”

Esse relato nos mostra claramente o quanto é importante utilizar terapias complementares já definidas como promissoras e seguras para os animais ( após avaliação criteriosa do médico veterinário responsável). São evidências observacionais nítidas de melhora considerável na qualidade de vida do paciente. O Cannabis medicinal tem a função de equilibrar as funções cerebrais já que existem receptores canabinóides em todo o corpo ( principalmente no sistema nervoso central). O acompanhamento veterinário é imprescindível para cada caso. As respostas também são individuais.

Comparilhar

Deixe uma resposta