Blog Animal

Intoxicação por chocolate. Por que acontece ?

O chocolate é muito saboroso e atraente aos cães.  O chocolate é constituído por carboidratos, lipídios, açúcar e metilxantinas (cafeína e teobromina).

A teobromina é a maior responsável pela intoxicação dos cães. A quantidade de teobromina varia de acordo com o tipo de chocolate. Quanto mais matéria gordura possuir, menor será o teor de teobromina, como por exemplo, os chocolates brancos, que não oferecem tanto risco de intoxicação para os cães. Quanto mais escuro, “puro e concentrado”, for o chocolate, maior quantidade de teobromina possui.  E consequentemente maior o risco de intoxicação. Portanto os chocolates amargos podem trazer mais prejuízos aos nossos animais. Isso não significa dizer que o chocolate branco é permitido. Devido ao alto teor de gordura e açúcar esse alimento pode causar vômitos, diarréia e pancreatite.

A metabolização das metilxantinas (teobromina e cafeína) no cão torna a sua ingestão muito perigosa. Sendo uma substância altamente lipossolúvel, vai atravessar as barreiras placentárias e hematoencefálica facilmente, sendo absorvida no trato digestivo, principalmente estômago e intestino. Levando então a excitação. A cafeína estimula o músculo do coração e o sistema nervoso central, potencializando a excitação causada pela teobromina.

A teobromina pode ficar agindo no sangue do animal por até 6 dias, pois sua eliminação ocorre somente por via hepática (pelo fígado).

Em grandes quantidades no organismo do cão, a teobromina vai causar excitação, hipertensão, aumento da frequência cardíaca, arritmias (contrações ventriculares prematuras), tremores e ofegância. Já a cafeína vai levar ao aumento na frequência cardíaca, respiratória,  tremores e até convulsões.

Os sinais clínicos são: vômito, diarréia, arritmia cardíaca, sede e xixi excessivos. Podem apresentar hipertermia (aumento da temperatura corporal) e em casos mais graves coma e morte. Infelizmente não existe antídoto para a intoxicação com teobrominas e então o tratamento deve ser de suporte para os sintomas apresentados. Trata-se de uma emergência médica e a intervenção do Médico Veterinário se faz necessária e na maioria dos casos a internação é recomendada.

Não deixe chocolates em locais de fácil acesso a cães. E NUNCA ofereça ao seu animal.

Sempre tenha em casa um sachê de carvão ativado. Como exemplo o CAPTOR DA INOVET ou o ENTEREX.

Em situações de emergência (o animal acabou de ingerir o chocolate), dilua o conteúdo do saché em água (conforme bula). Administre por via oral e leve imediatamente ao veterinário. O carvão ativado pode impedir a absorção da “teobromina e cafeína” pelo organismo do cão. 

Comparilhar

Deixe uma resposta