Blog Animal

Ansiedade em Gatos

Ansiedade é a antecipação de um perigo futuro ou infortúnio. Diferente do medo que é de início agudo e duração transitória, a ansiedade é um estado mais crônico de apreensão inespecífica ou stress crônico. O maior estimulo para ansiedade em gatos é a visita prolongada por estranhos, invasão do seu espaço privado (tocas e esconderijos) ou dor física.

FISIOLOGIA: A ansiedade crônica leva à estimulação simpática e, em geral, é acompanhada por sinais de hipervigilância, como olhar atentamente, hiperatividade autônoma, podendo gerar transtornos gastrintestinais de pele e aumento da atividade motora.

SINTOMAS GERAIS POSSÍVEIS DA ANSIEDADE: Gato que foge, esconde-se, sai correndo ou abaixa-se com a cauda escondida. Vômito e/ou diarreia sem causa, problemas de pele.

ADOÇÃO: A idade da adoção do gato mostra-se muitas vezes relevante nesse problema. Gatos adotados dentro da faixa etária de cinco meses a cerca de um ano na maioria das vezes exibiram problemas de ansiedade.

CAUSAS: Falha de sociabilização, mudanças no ambiente, falha no enriquecimento ambiental, dor, constante invasão da privacidade e espaço do gato, influencia genética ou experiências traumáticas.

DIAGNÓSTICO: Tem por base a história comportamental completa e um exame físico abrangente. Pode envolver hemograma e bioquímica do sangue, exames dermatológicos e neurológicos, além de radiografia e outras modalidades de imagem para descartar fatores clínicos contributivos ou concorrentes.

TRATAMENTO: O tratamento exige o total comprometimento por parte do tutor. O primeiro passo sendo a procura de um profissional para acompanhar o caso. Em geral, o tratamento requer técnicas de modificação do comportamento, manejo do ambiente e uso de medicações (naturais e/ou alopáticos). Devemos estabelecer objetivos realistas e reconhecer que, na maioria dos casos, o problema comportamental pode ser controlado com sucesso, porém, não necessariamente eliminado. Não se recomenda a punição, pois aumenta ainda mais a ansiedade e impede o aprendizado do comportamento adequado.

AUTORIA: Dra Lys Alves – Medica veterinária integrativa e sistêmica com dedicação ao diagnóstico e terapia de transtornos comportamentais em cães e gatos. Mais detalhes sobre suas áreas de atuação na aba “Equipe” aqui no site.

FONTE BIBLIOGRAFICA:

 

  1. Horwitz, B.D. Five Minute – Veterinary Consult Clinical Companion Canine and Feline Behavior. Second Edition. Wiley Blacwell, 2018.
  2. Susan, E.L. O gato: medicina interna. Tradução Roxane Gomes dos Santos Jacobson. Idilia Vanzellotti. 1. ed. Rio de Janeiro: Roca, 2015.
  3. Karen Overall. Manual of clinical behavioral medicine for Dogs and cats. Elsevier, 2013.
  4. SEKSEL, K. Behavior Problems. In: LITTLE, S.E. The cat: Clinical medicine and management. China: Elsevier saunders, 2012.p. 211-225.

 

Comparilhar

Deixe uma resposta